- OPINIÃO

Umberto decepcionou!

Louzer foi básico, comum, decepcionante. Mais do mesmo.

O jogo de ontem contra o A. Paranaense marcou o que será o restante do ano com Umberto Louzer no comando técnico do Coritiba.

Se o técnico veio para o Verdão para fazer com que a equipe proponha o jogo mesmo fora de casa, vem fazendo o contrário. Pior, está convicto que a equipe está em evolução.

Ontem, o técnico fechou a equipe e prendeu nossos laterais impedindo, assim, as subidas dos laterais adversários. Mas segundo a promessa do técnico, não deveria ser ao contrário? Não deveria o A. Paranaense segurar seus laterais para que os nossos não subissem?

Quanto ao meio campo Alviverde, o técnico optou por improvisar o Juan Alano dando-lhe a missão de armar as jogadas, papel que Giovanni vem fazendo, mas não considerou que Alano está em um péssimo momento.

Ao invés de corrigir o erro no meio campo, sacando Alano para entrada de um meia armador, demorou para mexer na equipe, optando por entrar com o volante Elyeser, deixando a meia cancha Alviverde com três volantes. Repito, três volantes.

Competente, Welinton Júnior, que entrou no lugar de Kady, marcou o gol Coxa-Branca de bico, na vontade, na gana, deixando o Verdão com a mão na Taça.

Mas mesmo com três volantes em campo e um péssimo posicionamento defensivo no final do jogo, o A. Paranaense chegou com três jogadores dentro da área Alviverde para empatar a partida. O final, todos sabem.

Umberto Louzer tinha tudo em suas mãos para mostrar seu potencial, mas decepcionou. O “planejamento tático” apresentado foi “bola no Rodrigão”.

Depois, amedrontado no segundo tempo, colocou em campo um terceiro volante para não perder o jogo, quando o placar estava 0x0.

Não vimos uma equipe tranquila em campo, não vimos coragem para escalar Luizinho no lugar de Giovanni, não vimos organização defensiva nos minutos finais do jogo, não vemos boas projeções para o futuro na Série B.

Na verdade, Louzer fez a mesma coisa que todos os últimos treinadores que passaram pelo Verdão fizeram nos últimos anos, ou seja, jogando fora de casa, jogamos fechado, buscando um gol salvador, jogando em casa, tentamos virar leões.

Essa receita nos levou exatamente para onde estamos hoje.

Volto a insistir, precisamos de um bom zagueiro para comandar o sistema defensivo; precisamos de um bom volante para jogar ao lado de João Vitor; e precisamos de um bom meia para jogar ao lado de Giovanni.

E é mais que cristalino que precisamos de um técnico corajoso e convicto de suas ideias e posições, deixando de ouvir os “palpiteiros” de dentro do clube, rompendo que esse sistema que vem prejudicando o Coxa há muito tempo.

Formando esse esqueleto, acredito que todos os demais atletas crescerão e desenvolverão seu melhor futebol.

Mas “pelamordedeus”, atacante não é meia! Resgatem esse conceito básico! Atacante é atacante, meia é meia!

A cabeça do atacante é voltada para partir para cima do adversário, para resolver, seja pelos lados do campo, seja pela intermediária do ataque.

A mente do meia é bem diferente! Mas muito diferente! O meia pensa o jogo, tem uma visão aberta, do todo, conhece o posicionamento de cada um em campo, tem qualidade para passar a bola, efetuar lançamentos, cobrar faltas e escanteios decentemente, faz gols também, ou seja, é um maestro.

Agora temos 18 dias para a estreia na Série B contra a Ponte Preta dia 29/04, às 20h, no Couto Pereira.

Até lá, vamos acompanhar e torcer para que nossos dirigentes tomem uma boa dose de humildade, que deixem de lado seus egos e interesses pessoais e coloquem o Coritiba acima de tudo.

Saudações Alviverdes!

Ricardo Justus Barreto

A coluna assinada não reflete a opinião do website, sendo de responsabilidade exclusiva do respectivo autor.

Foto: Divulgação/Coritiba

Share Button

34 Comentários em “Umberto decepcionou!

  1. Depois dessa aula tática virtual feita pelo R. Justus bem q poderia ter mais um episódio inédito na telinha do MAIOR.

    Fiquei sabendo de movimentações nos bastidores para a volta do consagrado programa, porém parecem querem mais apelo tipo: Volta TV MAIOR, Volta Já!!!

    1
  2. Se tem uma coisa que sou péssimo é escalação de times e análise de jogo. Mas penso que o que falta no Coritiba de hoje, pensando em características de nomes que constam no Pangaranking (não propriamente as pessoas citadas), precisaria minimamente um Wilson no Gol, um Leandro Almeida e Jeci na zaga, Leandro Donizetti no meio e o Keirrisson da primeira passagem (2007?). Claro que quando alguns destes eram jogadores titulares eu não acharia “a seleção brasileira”. O que quero dizer é que precisamos de um goleiro confiável (e na minha humilde opinião o Wilson tem mais acertos individuais do que erros individuais no gol Coxa – a zaga f..de ele sem dó), dois zagueiros quebrador de perna do adversário, que não deixem passar p… nenhuma (um defensor de time de Futebol Americano), um meio de campo guerreiro e um atacante com faro de gol. “Esses” caras, trabalhando juntos, e liderando o grupo, cada um na sua área e sem briga de ego.
    Posso estar completamente equivocado e aceito todas as críticas e correções daqueles que conheceram lendas (e não pangarés) vestindo o manto alviverde.

    Eu tô triste. Tô mais feio que a cara do Dirceu Kruger entregando a taça na foto da Tribuna…

    3
  3. Caro Ricardo, sua análise é excelente (apesar que como o colega Galvão sou ruim de análises técnicas/táticas), mas discordo de uma coisa: o título ! Ele não decepcionou, simplesmente porque qualquer um minimamente conhecedor das quatro linhas não esperava nada do rapaz, porque não tem o menor currículum pra comandar um time que aspire algo maior em campo. Então a mim, não decepcionou mesmo. Fez o que ele deve saber fazer, e só. Ou sinceramente alguém tinha esperança que o rapaz poderia fazer algo melhor ?
    Mas reforço, excelente seu comentário/análise.

    2
    1. Oi, Cristhiano, fique a vontade para discordar, criticar, concordar e tudo mais. Acho que o treinador teve a grande oportunidade da carreira dele até o momento. Poderia ter tido ousadia e ter dado um salto na carreira.

      2
      1. Nesse caso eu comungo com a opinião do Cristhiano, o treinador tem o limite dele. O Coritiba com a “mente fraca”. No início do ano foi o URT, agora os fraldinhas, ambos fazendo o serviço em cima do fraco Coritiba.

        1
  4. Como alguns torcedores já falaram, precisamos dar tempo ao jovem Presidente Namur porque é uma fase de aprendizado e pegou o Clube num momento adverso, inclusive realizou várias atitudes louváveis.
    Poderia enumerar algumas, mas tenho certeza que não será necessário pois são visíveis e o próprio Tio Google deixa tudo registrado e arquivado nos comentários dos torcedores que tiveram essa visão muito antes.

  5. Olhem os maravilhosos profissionais que lançamos para o futebol brasileiro , cito alguns aqui como Mazuco, Alex Brasil, Pachequinho, Sandro Forner, Matheus Costa, Márcio Goiano, Felipe Ximenes, Valdir Barbosa, Augusto Leite que agora está na captação do sub 13 dos poodles…uma gama de pessoas competentes que aprenderam no Coritiba e exportam know how por todos os cantos desse país. Poderia citar muitos outros em áreas distintas dentro e fora do Clube, talvez alguns aqui não tenham a visão aguçada para tal entendimento.

    1. Reforçando seu compartilhamento.

      1
  6. Talvez o tio Pet esteja mesmo abismado com o que virou o Coritiba. Um time centenário, que praticamente criou o que e o AFETICO hoje, lembram do 5×1? Ele sabe que o AFETICO sempre viveu a sobra de um Coritiba que não existe mais. No futebol a rivalidade gera lucro, e So ver os clubes de São Paulo, la eles rivalizam pelos títulos mundias e sempre investem e atraem investimentos para montarem grande equipes.
    Aqui o tio Pet sabe que não tem rival. Sabe que não tem com quem rivalizar o titulo da SULA. Sabe que esta sozinho no trono, pois o principal Rival tem em seus anais os verdadeiros inimigos que acabaram com um clube grandioso, que possuia uma torcida fantástica. Estamos mortos para o Futebol. O que aconteceu com o Guarani, se repete no Coritiba.

    O tio Pet pode ate zoar, tirar casca, mas no fundo ele sabe que o rival que poderia lucrar com ele esta morto.

    2
  7. Parabéns ao colunista!!!

    Comungo em gênero, número e grau!!!
    Acrescentaria apenas que o Sr. Louser, deveria ter mantido os jogadores que estavam entrando ao invés dos fracos: Elieser, Kady e Romércio, a impressão que dá, é de que tem gente mandando na comissão técnica!!!

    E ante que eu esqueça: #ForaSamir!!!!

    SAV

    Ricardo

Deixe uma resposta