- OPINIÃO

PROVA DE FOGO

O técnico do Coritiba, Umberto Louzer, terá nesta noite o teste mais importante de sua jovem carreira até o momento.

Independentemente de o adversário ser o time aspirante do A. Paranaense, temos que considerar que é um time bastante competitivo e um verdadeiro teste para as pretensões Alviverdes para o resto do ano.

Louzer veio com a promessa e compromisso de tornar o Verdão um time que propõe o jogo, ofensivo, inteligente e de toque de bola.

Então temos todos os ingredientes para o vestibular do Louzer. Gramado em perfeitas condições, jogo fora de casa, apoio de cerca de dois mil Coxas na arquibancada e, no meu entender, o principal ingrediente, a ausência do meia Giovanni.

A ausência de Geovanni forçará o técnico Coxa-Branca a demonstrar de forma contundente seu lado estrategista, inovador e audacioso ou comprovará a mesmice alternada a cada troca de comando técnico.

O Verdão Coxa-Branca vai enfrentar uma equipe sem pressão, sem maiores pretensões e com a desculpa pronta em caso de derrota, pois está jogando com seus aspirantes. Por isso, o A. Paranaense de hoje se torna uma equipe leve, rápida e extremamente perigosa. Teste perfeito!

Luizinho no lugar de Giovanni seria o natural. Optar por Kady, seria improviso. Compor o meio campo com Vitor Carvalho, João Vitor e Matheus Bueno tornaria o time extremamente defensivo, contrariando o discurso de Louzer.

Trazer o atacante Juan Alano para a meia e colocar Weliton Júnior no ataque seria por demais arriscado, eis que a fase de Alano não é das melhores.

As cartas estão na mesa e o “gato” está nas mãos de Umberto Louzer!

O importante é saber que o comportamento do Coritiba desta noite irá balizar o Coritiba do resto do ano com o Louzer no comando técnico.

O futuro de 2019 está aí!

Saudações Alviverdes!

Ricardo Justus Barreto

A coluna assinada não reflete a opinião do website, sendo de responsabilidade exclusiva do respectivo autor.

Foto: André Raittz

Share Button

107 Comentários em “PROVA DE FOGO

  1. Fico imaginando a TV do MAIOR cobrindo o clássico contra os fraldinhas com a experiência e categoria deste rapaz ainda não descoberto. Seria um show. Pura emoção no ar. Sapato de pelica seria pouco.

    1
  2. Obrigação daqui a pouco, que os jogadores joguem NÃO PELO quinteto azul e muitos menos pelo CD que diz a lenda que tem porteiro de túnel e muito menos pela organizada do Sumir que fazem faixa contra os atletas. Que os jogadores joguem pelo club pelo CORITIBA FOOT BALL CLUB, pelos grandes COXAS BRANCAS, e por eles mesmos.

    1
  3. Uma pergunta ao meu amigo Alba;

    Alba, o Santos moeu os gambas segunda feira, e o Rodrigão que ainda pertence ao Santos se estivesse jogando tinha marcado ao menos uns 2 gols, será que o Rodrigão tem os mesmos problemas do Álisson Faria? Talvez a diferença seja que aqui o Rodrigão esta com vontade de jogar diferente do Alisson Faria, o que vc acha? Abraços

    1
  4. Quando for precavido decisão automaticamente, durante automaticamente, homenagiar taça-Dirceu Kriguer entregasse troféus para campeão paranaenses do lado moedas dicidirá Arena. Eduardo Requião Lopes dos Santos 42 anos

    1. Coisas que só acontecem no Coritiba. Desde que chegou o Louzer, Kady não entrou em nenhum jogo. Justamente na final do segundo turno, valendo vaga na final contra o fraco Toledo, ele escala Kady de titular. Tem explicação?? A única que eu suponho é que o empresário dele e alguém dentro do clube obriga o treinador a escalar.

      1

Deixe uma resposta