- OPINIÃO

É HORA DE IR À BAIXADA. NOVAMENTE.

Corria o início de 1985. O verão só não era mais quente que a esperança do povo brasileiro, ávido pela posse de Tancredo Neves, na presidência da República, depois de anos de ditadura militar.

No futebol as coisas na terra dos pinheirais era sempre a enjoativa mesmice. Um dia, no começo do ano, um certo chinês se levanta de sua cadeira em seu gabinete, pega seu talão de cheque, seus óculos, ajeita seu terno, passa pela sala de sua secretaria no Couto Pereira e avisa.

  – Já volto!

O mítico presidente do CC Evangelino da Costa Neves*, se dirige até a garagem do estádio, pega seu carro e parte. O destino e a intenção só ele sabia.

O honrado presidente coxa branca, desce a Ubaldino do Amaral, sobe a Visconde de Guarapuava, entra na Buenos Aires e estaciona seu carro numa certa baixada. Ali se faz como sempre o fez educadamente se anunciar ao presidente atleticano da época.

Convidado, adentra a sala do cortes presidente atleticano, puxa seu talão de cheque assina-o e espera. Dez minutos depois o “chinês” sai por um lado e o maior ídolo do rival, naquela época, o goleiro Rafael sai por outra.

Rafael sobe para o, naquela época, Alto da Glória para fazer exames médicos.

Descendo a Getúlio Vargas, o china dá uma passadinha no Colorado.

Faz uma visita de cortesia ao amigo Aziz Domingos*, o mesmo que meses antes tinha oferecido mil cruzeiros para cada gol marcado por Lela e cia em seu sele boca. Levou quatro.

Na conversa o Chinês faz o mesmo ritual. Minutos depois, enquanto passava na boca maldita pra tomar seu cafezinho com os amigos, Dida a revelação e Marildo o discreto e eficiente volante subiam ao Couto Pereira para fazer exames médicos.

O que o mais apaixonado torcedor do CC, entre eles, esse que escreve, não imaginava é que estava nascendo ali o futuro campeão brasileiro daquele ano.

Rafael foi mágico. Dida e Marildo, ao lado de tantos outros heróis, peças fundamentais. Até mesmo o insosso narrador da globo àquela época, atônito com o CC, conseguiu arrancar do seu âmago um elogio ao brioso time do seu Ênio e do querido Chinês.

Mesmo com uma fortíssima miopia o chinês enxergava mais sobre futebol que dez olhos juntos. Mesmo sem olheiro disso e daquilo nosso china era “cirúrgico”.

Está na hora do presidente do CC fazer o mesmo ritual ir até a baixada e trazer MCP para administrar o CC. Só ele pode salvar a lavoura.

*Dois ricos personagens que engrandeceram a história do futebol paranaense.

Paulo Rink.

Share Button

104 Comentários em “É HORA DE IR À BAIXADA. NOVAMENTE.

  1. Nossa fonte de receita será maravilhosa, não se preocupem, com a marca 1909 fabricação da Malharia da Tia Maria venderemos 10 x mais.
    Apenas escutei um pequeno problema que precisa ser corrigido, torcedores tentaram comprar online e não conseguiram.
    Nada que toda comitiva, departamento de marketing e Projetos do Quinteto Azul não possa corrigir rapidamente.

  2. Esse Homero Halila, na epoca que o GG era presidente, vinha com listinhas com nomes do tipo Edmundo, Cezar Sampaio, Cafu para contratar para o Coritiba. Assumiu o futebol anos apos nos trouxe EVARDOOO, EMO e JUNINHO..kkkkkkk….

  3. E tem outra…no começo de 2008…o Joinville estava vendendo três possíveis revelações….Foi o Homero e Jamelli representando o Coritiba, Ocimar Bolicenho os Poodles e um representante do Cruzeiro….Homero contratou o DICK. Ocimar o tal de Alexandre BAMBU..e o representante do CRuzeiro contratou o RAMIRES mais tarde seleção e europa…kkkkk …Ja o Bambu e o Dick…kkkkkkkkk…E ai?? Como vamos pra frente??

    1
  4. Se nosso CEO tiver um pouco de inteligência, aproveita e anula esse contrato com o Esporte Interativo, até porque a Turner cancelou os canais EI e vão transmitir os jogos nos canais Space e TNT ao invés dos canais EI como havia sido acordado. Não vai subir para a série A mesmo, dinheiro não vai perder mais do que já está perdendo. Nisso já fecha mais 5 anos com a Globo e Sportv que transmitem a Bzona. Já que vamos ficar no bailão dos banguelas vamos no abraçar com o dono do salão para o prejuízo ser menor.

  5. Pensando nesse assunto, não entendo nada de Marketing, mas pensando cá com meus botões… Numa tacada só, mais um ano na série B, sair da Globo e embarcar nessa aventura (furada pelo jeito) do EI, largar Adidas e não acertar com outra marca conhecida, não é sumir (sem trocadilhos rsrs) demais ? Ficar sem exposicaoo Clube ? Não seria afundar num buraco de vez ? Qual opinião dos amigos ?

  6. Cristiano. Sobre o EI o contrato permite, pelo que li, que eles façam essa jogada. Tenho comigo que os caras, que não são bobos, já tinha esse planejamento.

    Sobre as outras colocações concordo. Porém, já faz muitos anos que estamos mortos comercialmente.

    Temos muitas situações que são triste. Nosso MKT sempre foi ruim demais. Só para constar o episódio com o Outdoor do “falácia” que mostrava um jogador. Todo mundo deu risada dos POODLES porém, o clube tomou uma trolha por usaram a imagem do atleta sem autorização. Isso conta um pouco o porquê estamos no buraco.

    1. Entendi… Vi que o Santos vai tentar anular o contrato, de repente pegar a carona e tentar voltar pra Globo (apesar que iria com o penico na mão né…). Enfim Paulo, caminhamos a passos largos para um futuro triste. Pobre Coritiba

  7. Paulo Rink , lembro bem deste jogo contra o seleboca !
    Fui com um amigo de propósito na torcida deles só pra dar risada , ali onde a IAV fica agora …..porque naquela época o resultado a gente já sabia qual seria !

    1
  8. Como sempre ótimas explanações do Paulinho, apenas algumas observações, o Marildo e o Dida eram júnior do Colorado, nessa tempo saí do Coritiba (foi depois disso que conheci a pessoa do João Buffara como torcedor a fundo, que nunca foi POLITICO ou usou a torcida para seus interesses pessoais) jóquei pelo Colorado com o Nené zagueiro irmão do Dida que depois jogou no internacional de POA.

    E um meia chamado Tonho que tinha o nosso time, o Tonho foi jogar na Italiana e até hoje mora, por lá. Apenas tentei enriquecer o texto. Jamais irei refutar que o Rafael nesse momento foi o nosso herói. Mas foi muito errado em 89, ele sabe disso! Nem vou lembrar a pisada de bola do Dida depois dessa época cujo o Oldemar Kramer (in memoria) denunciou depois, NÉ, DIDA?

    1
  9. Apenas lembrando o Chines não era POLITICO, bem diferente de Sumir e CIA. Perguntem ao empresario do Lucas Claro se estou mentindo? Afinal ele ganhou limpo na negociação e o Coritiba, chupou os dedos!

    1
  10. Paulinho, acho que o goleiro titular dos poodles nessa época se eu não me engano era o Roberto Costa, e antes disso o Rafael (nesse período o Rafael era banco nos poodles) teve um desentendimento serio com o ex goleiro Joceli (in memoria).

    1
  11. Apenas uma observação para enriquecer a Coluna do Paulinho. Quando eu jogava na base do Coritiba quase fui as vias de fato com o jogador ex Alexandre Totó, cujo ele tinha um irmão que tinha o apelido de Zoio, e um primo meu chamado Celso (in memoria) deu um cabal nele na época., Numa sociedade que se chamava Rincon Argentina (hoje supermercado). Na avenida Paraná. E Viva a banda de rock, (nessa época) ABAIXO DE DEUS!

    1
  12. Apenas para finalizar seu eu não me engano tinha um membro da IAV que tinha um estabelecimento no bacacheri em frente a base, se eu não me engano o cara se chamava Maris, ( pode ser que eu esteja errado no nome) e como alguns sabiam que eu era da torcida MANCHA VERDE, tentaram me intimidar, nesse episodio eu não esqueço do Jean e do Vulcão que disseram ” Não arrisquem a sorte com ele aqui” o Jean e Vulcão eram primos do Lambari extremamente respeitado no bairro e amigo meu. Foi nessa época que acabou a Mancha, e eu o Criciúma e cia fomos para a IAV(que nada tem haver com esse grupo politico que o Lano comanda, para aplaudir Sumir).

    1

Deixe uma resposta