- CAMPEONATO PARANAENSE, PRÉ-JOGO

CLÁSSICO SEM TORCIDA…

Coritiba enfrenta o CAP hoje às 16 horas no Couto Pereira pela última rodada da fase de classificação do campeonato regional, na vice-liderança só a vitória interessa para o Coxa, para termos vantagens na sequência do paranaense.

Renê Júnior continua fora por causa de um pisão em seu pé, o Ruy incrivelmente está com dores musculares e isso já fazem semanas e o Robson com lesão muscular também fica de fora dessa partida. Alex Muralha; Patrick Vieira, Sabino, Rodholfo e Willian Matheus; Matheus Sales, Galdezani e Giovanni Augusto; Rafinha, Igor Jesus e Wellissol. Esse deve ser o time pode começar jogando. Sassá e o Gabriel devem ficar no banco, por estarem voltando de contusão e sem muito condicionamento físico, talvez entrem no decorrer da partida.

“Um clássico ele tem sempre um atmosfera diferente, toda essa rivalidade saudável que existe entre os torcedores gera na gente uma expectativa de poder corresponder, a gente está em busca de evolução individual e coletiva, a gente sabe que é um jogo importante para termos vantagens na sequência. Mas também sabemos que essa busca de vantagem vai continuar nos jogos eliminatórios, pra gente é importante vencer pra ter a liderança e vencer jogando bem.” Disse Eduardo Barroca na coletiva à imprensa na sexta-feira (13).

No clássico de opostos quando pensamos na faixa etária dos envolvidos, temos 28 anos pro Coxa e 19 anos no nosso adversário de média de idade. Com 7 jogadores relacionados para esse jogo na faixa dos 30 anos, Rafinha com 36 é o atleta mais experiente e Igor Jesus com 19 anos o mais jovem pelo lado Alviverde, que tem 146 vitórias e sofreu 119 derrotas.

José Mendonça da Silva Junior apita o jogo, auxiliado por Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn. José Mendoça também atua como personal training, mora em Curitiba e tem 35 anos. Atuou 19 vezes em 2019 como árbitro principal, sendo 4 jogos de série A, aonde também participa com frequência como árbitro VAR.

[bsp_show_results]

Share Button

2 Comentários em “CLÁSSICO SEM TORCIDA…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *