- ENQUETES, NOTÍCIAS

RESULTADO DA ENQUETE: RAFINHA FORA DO CORITIBA!

Confira abaixo o resultado de nossa enquete querendo saber a escolha do torcedor alviverde sobre o fim do contrato do Rafinha com o Coritiba Foot Ball Club. 

A DIRETORIA ACERTOU EM ENCERRAR O CONTRATO COM O RAFINHA?
  • SIM 53%, 65 votos
    65 votos 53%
    65 votos -53 % de todos os votos
  • NÃO 47%, 58 votos
    58 votos 47%
    58 votos -47 % de todos os votos
Total de votos:123
06/01/2022 - 11/01/2022
A votação está encerrada
Share Button
Moderador

Publicado por Moderador

Veja todos os posts do Moderador

20 COMENTÁRIOS EM “RESULTADO DA ENQUETE: RAFINHA FORA DO CORITIBA!

  1. Não lembro dele:
    – fazendo gol em 🐩🐩TIBA;
    – fazendo gol em finais 🏆;
    – fazendo gol em jogos decisivos 🥇;
    – fazendo gol na serie A 2020.

    8
  2. Minha opinião. Rafinha nunca foi ídolo. Quanto a atual situação divulgada, espero que a direção do clube venha a público e esclareça. Caso tenha sido da forma que a esposa do Rafinha expôs nas suas redes sociais, mostra que alguém faltou com respeito para com Rafinha. Espero que tudo seja esclarecido e que o profissional seja respeitado. E que se houve desrespeito do profissional para com o clube, que venha a público, assim não fica só a versão da esposa. E qua a lista continue, tem mais uns 9 no mínimo para seguir sua vida em outro lugar. Chega que manter jogadores só pq jogaram 200 partidas e não ganharam nada de relevante. SAV.

    21
  3. Vou pinchar uma polêmica. Se Rafinha é ídolo e merecia jogo de despedida Lela campeão brasileiro de 1985 seria o q?
    Detalhe, não teve jogo de despedida. Nem Hidalgo, nem Rafael, nem Tostão….

    12
    1. Acho que ele se refere aos “bastidores” dessa comoção. Dizem, posso estar enganado, que está sendo influenciado por pessoas que gostam de “soltar bombinha no elevador”!

      8
  4. Não julgo o Rafinha um ídolo, respeitando quem assim o julga, mas a sua passagem no Coritiba não é de um jogador comum.
    No fundo, Rafinha é um jogador que tem a sua identificação com o clube e a torcida, sendo declaradamente um torcedor e esses são seus principais diferenciais de outros que vestiram a camisa do Coritiba.
    Um jogador dispensável?
    Sim, como qualquer um, afinal, nenhum jogador ou dirigente é maior que o clube.
    A pergunta da enquete é dual.
    Certa a dispensa?
    Analisando de “forma seca e fria”, SIM.
    Agora, analisando quanto à formalidade em que foi efetuada a dispensa, NÃO.
    A polêmica maior, pelo que tenho visto nas redes sociais e até na coletiva do RAFINHA (a qual, particularmente, eu vi e ouvi atentamente notando muita sinceridade em suas respostas) se encontra justamente no “modus operandi” do seu desligamento.
    Muito bem destacado pelo atleta que poderiam tê-lo dispensado, quando do fim da temporada 2021, até para ele planejar as suas férias e repensar a sua aposentadoria ou até mesmo, buscar outro clube.
    Não ocorrido o desligamento no final da temporada passada e vigente o contrato até abril de 2022, ele se reapresentou para os inícios dos trabalhos, confiante e seguro de sua participação no grupo e até pensar em eventual aposentadoria ou renovação contratual, já que planejava em seu íntimo em encerrar a sua carreira no Coritiba, sendo esse desejo, público e notório.
    A forma ríspida, grosseira e desumana, sem a mínima consideração ao atleta e pai de família , com todo o respeito a quem pensar o contrário, é que tenho como inaceitável.
    Trataram o Rafinha como um lixo descartável.
    Uma descompostura injustificável por parte dos dirigentes que, apesar de meu apoio à atual gestão, eu não posso ser conivente com essa atitude censurável.
    Li a nota oficial do clube e também a nota efetuada pelo Rene Simões (o qual tenho grande apreço, amizade e consideração), mas em nenhuma ameniza ou justifica o crasso erro cometido nesse controvertido episódio.
    Tem conserto?
    Quem sabe…
    Eu vejo que no mínimo, para tentar “suavizar” a conduta errônea no caso, a diretoria poderia formalizar uma “homenagem de despedida“ ao RAFINHA do clube e da torcida.
    Minha sugestão?
    Na primeira partida no Couto Pereira desse ano, seja no paranaense ou no brasileiro, ele dar o “pontapé inicial”, e/ou dar uma volta olímpica no intervalo, para que ele tenha uma despedida digna do clube e da torcida.
    Fica a dica.
    🇳🇬SAV🇳🇬

    14
  5. Peguem os melhores times do coxa. Rafinha não seria titular em nenhum deles. Em alguns nem banco seria. Jogador no máximo esforçado. Garra por garra Roberto Brum também tinha e nem por isso foi considerado ídolo.

    6
  6. “No primeiro tempo conseguimos controlar o jogo com a bola. Já no segundo faltou tranquilidade, não conseguimos nos impor. É uma equipe jovem e a responsabilidade é toda minha”, disse o treinador em entrevista exclusiva à Banda B.
    👆
    Olha a perola do treinador dos pangarezinhos…

    4

Deixe um comentário